AVALIAÇÕES

“Dr Ricardo é um Amor, super atencioso, explica tudo com detalhes e escolheu para mim o melhor tratamento e resolveu as varizes das minhas pernas. Conheci ele por meio de uma amiga que já tinha me falado bem dele. Gostei demais mesmo.”avaliacao 5 estrelas Gabriela Rocha

“Recomendo o tratamento de varizes a laser do Dr. Ricardo Tavares. Médico inteligente, atencioso e atendimento diferenciado.”avaliacao 5 estrelas Rodrigo O. Rodrigues

“Dr. Ricardo é o cara! Fiz laser associado à escleroterapia e o resultado foi incrível: sem vasos aparentes, pernas sem marcas. Atendimento excelente, preço justo e equipe sensacional. Recomendo”avaliacao 5 estrelas Juliana Bernardes

PERGUNTAS FREQUENTES

varizes perguntas frequentes
É o médico Angiologista que diagnosticará a gravidade das varizes ou vasinhos. Se as varizes forem tratadas corretamente elas podem desaparecer ou serem reduzidas. Se o tratamento não for feito de forma adequada, as varizes podem levar à complicações sérias.
A causa mais comum de varizes é a influência genética, uma vez que existe forte predisposição familiar, também podem ser causadas por fatores hormonais e pelos hábitos do dia a dia. Não é possível evitar totalmente o aparecimento de varizes. No entanto, é possível melhorar a circulação e reduzir o risco de desenvolver complicações, como fazer exercícios físicos regulares, controlar o peso e não ficar muito tempo na mesma posição.
Não há evidência científica concreta quanto a isso. Em nossa opinião, trata-se de um mito surpreendentemente forte, que ainda não foi confirmado, nem mesmo refutado em definitivo. Sendo assim, é melhor que o paciente gaste suas energias buscando controlar fatores de risco reconhecidamente importantes, como manter o peso adequado e fazer atividade física regularmente.
Sim. Uma opção para o tratamento de varizes sem cirurgia é a Escleroterapia (conhecida também como secagem de vasinhos) e a esclerose com espuma (utilizada para varizes e microvarizes). O médico faz aplicações de medicamentos esclerosantes nas veias prejudicadas por meio de Micro agulhas. Isso faz com que ocorra uma inflamação e obstrução do fluxo sanguíneo no local. Com essa obstrução, o sangue volta a fluir por outras veias saudáveis sumindo com o aspecto das varizes e vasinhos.
Os vasinhos em si não se transformam em grandes varizes, porém, como já dito anteriormente, podem alertar para um problema maior, como uma insuficiência venosa e, nesse caso, se não tratar, as veias podem se tornar varicosas. Por isso a importância de tratar os vasinhos com o cirurgião vascular, que se preocupa com o todo e não apenas com o aspecto estético.
Não, isso é um mito. Usar salto alto não somente não provoca varizes, como é até benéfico. Os modernos equipamentos e os cuidadosos pesquisadores brasileiros da Universidade Estadual de Campinas demonstraram que as varizes não são prejudicadas pelo uso de salto alto e, além disso, há fatores que consideram seu uso benéfico. Portanto, as mulheres podem ficar elegantes com seus saltos altos, sem medo.
As varizes dos membros inferiores é uma doença crônica dependente de uma tendência hereditária e de fatores agravantes. Sendo ligada à hereditariedade, não podemos falar em “curar” as varizes, porque a tendência estará sempre presente e novas varizes poderão aparecer durante toda a vida do indivíduo. No entanto, esta doença é controlável e as pessoas podem passar por toda sua vida sem que as varizes sejam um problema de saúde ou estético. Podemos dizer que: Tem varizes quem quer. A medicina possui técnicas modernas e simples que controlam o problema com ótimos resultados funcionais.
Geralmente, na forma de vasinhos. Eles costumam aparecer no abdômen, seios, pés, costas e até na face, porém, na maioria dos casos, não afetam a circulação sanguínea. Pode ocorrer destes vasinhos aumentarem de tamanho e, por isso, é importante uma avaliação.
Sim, a gravidez é um fator desencadeante do aparecimento das varizes devido às alterações hormonais constantes que as mulheres têm durante este período. Durante a gravidez, o sangue venoso tem dificuldade de retornar ao coração, e assim a pressão venosa fica maior na perna, o que pode gerar um quadro de dilatação das veias, de edema e dor. As mulheres que já possuem doença venosa diagnosticada antes de engravidar devem fazer um programa de fortalecimento muscular e evitarem ficar muito tempo de pé ou sentadas.
Quando não são tratadas, as varizes podem evoluir para situações mais graves, gerando até outras complicações, como a hiperpigmentação da pele, deixando-a mais escura, processos alérgicos, crises de eczemas, celulites crônicas (inflamação do tecido gorduroso) e úlceras varicosas.